Morri Na Forca!


28/01/2006


Há um endereço novo. http://senhordaforca.blogspot.com/

Escrito por Morri na Forca... às 23h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Pílulas...


Pílulas.

 

Quem são eles?

Que se escondem atrás de portas...

Trancam e não abrem,

Nunca mais voltam...

 

Antes estavam aqui,

Perto de nós e sorriam...

- felizes...

 

Quem são eles?

Pessoas,

Mulheres e homens,

Vivos,

Agora estão escondidos atrás das portas.

 

Eu não lembro bem,

Mas os reconheço...

Atrás de portas,

Todos ficam diferentes.

 

Às vezes tenho pena,

Sinto que certamente sofrem,

Dobrando chaves...

Eu bato e bato,

E ninguém abre as portas...

 

O que fazem atrás delas?

Será que lá existe um caminho?

Eu nunca posso vê-los,

As portas impedem a visão...

- cegos.

 

Eu continuo batendo e batendo...

- surdos.

Mas eles não abrem,

- imóveis.

Quero que voltem...

E me libertem.

- livres...

 

Deste sanatório...

Escrito por Morri na Forca... às 23h35
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

08/01/2006


As Cartas.

Dama de Paus...


Sei.
O Amor é um Insulto.
estou só de passagem...

Caos,
a linha da linhagem...
a língua da linguagem...
gafe.
Dama de Paus,
Valente sem coragem...
Caos.

Rei,
o poder é um insulto.
servo da imagem...

Paz.
O ferro da ferragem...

A folha da folhagem,
Rei de paus.
O tudo Da Miragem...
Azes...

Tei,
e levai...
Já não ha insulto para linguagem,
já não há ferro para linhagem,
já não há servo para coragem...
tei,
e levai...

Há Caos para o Caos.
há Damas,
Há Reis De Paus.
Bons piores que os maus.


Levem minha alma enquanto as cartas me distraem,

vai...

Escrito por Morri na Forca... às 14h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico